Departamento de Conservação do país disse que 97 baleias e 3 golfinhos morreram em encalhe nas Ilhas Chatham. Baleias são vistas encalhadas na praia nas Ilhas Chatham, Nova Zelândia, em 24 de novembro de 2020
Instagram @saminthewild_ via Reuters
Quase 100 baleias-piloto morreram encalhadas nas Ilhas Chatham, a cerca de 800 quilômetros da costa leste da Nova Zelândia. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (25) pelas autoridades responsáveis pela preservação da biodiversidade.
A maioria dos animais ficou presa nas praias do arquipélago, mas os esforços de resgate foram prejudicados pela localização remota da ilha.
O Departamento de Conservação da Nova Zelândia (DOC) disse que um total de 97 baleias-piloto e 3 golfinhos morreram no encalhe.
“Apenas 26 das baleias ainda estavam vivas quando chegamos. Elas pareciam fracas e foram submetidas à eutanásia”, disse Jemma Welch, que trabalha no departamento.
Baleias-piloto são vistas encalhadas nas Ilhas Chatham, na Nova Zelândia
Jemma Welch/Departamento de Conservação da Nova Zelândia via Reuters
Welch explicou que as autoridades foram obrigadas a tomar a decisão devido às condições de mar agitado e quase certeza de que o encalhe atrairia grandes tubarões brancos.
Os cientistas estudam há décadas o fenômeno, mas ainda não conhecem a razão dos encalhes de baleias.
Mais de 100 baleias encalhadas em praia no Sri Lanka são salvas em operação
Por que as baleias encalham?
Em 1918, as Ilhas Chatham registraram um encalhe em massa com mais de mil cetáceos mortos.
No final de setembro, ao menos 380 baleias-piloto morreram em águas rasas da costa australiana em um dos maiores encalhes de baleias do mundo.
VÍDEOS: Natureza e meio ambiente