O que fazer em caso de suspeitas de gato envenenado

A destreza com que os bichanos percorrem superfícies elevadas, como bancadas e prateleiras, são um dos fatores que os tornam tão fascinantes. Ao mesmo tempo, por mais que sejam espertos e cautelosos, isso também os deixa expostos a riscos. Essas características, juntamente com a curiosidade do pet, contribui para um gato envenenado.

gato em cima de muro

Afinal, isso facilita o acesso a medicamentos, plantas venenosas, alimentos proibidos, entre outras substâncias tóxicas. Por isso, se você tem um bichano em casa, vale a pena investir em armários e gavetas com travas. Também é importante se informar sobre quais são as plantas perigosas e evitá-las. 

Isso porque algumas das plantinhas mais comuns em apartamentos, como a Comigo-ninguém-pode, são extremamente tóxicas para cães e gatos. Mas mesmo com todos os cuidados, sabemos que acidentes infelizmente acontecem. A seguir, saiba o que fazer em caso de envenenamento.

Sintomas: como reconhecer um gato envenenado?

Diversas substâncias podem levar ao envenenamento de um gato, sendo que cada uma delas afeta o organismo de maneira diferente. Isso significa que os indícios podem variar muito de uma substância para outra. Entretanto, fique atento ao observar um ou mais desses sintomas de gato envenenado:

  • Salivação excessiva;
  • Vômitos;
  • Diarreia;
  • Dor abdominal;
  • Dificuldade respiratória;
  • Convulsões;
  • Perda de consciência,
  • Alterações motoras.

Se depois de conferir os sintomas de envenenamento em gatos você suspeitar que o pet realmente foi envenenado, procure uma clínica de pronto-atendimento imediatamente. A falta de atenção médica pode levar a consequências graves e até mesmo ao óbito.

Primeiros-socorros

Ao suspeitar de gato envenenado, o primeiro ímpeto de muitos tutores é tentar induzi-lo ao vômito, mas saiba que isso não é recomendado. No caso de substâncias corrosivas, por exemplo, a indução do vômito aumenta o risco de lesões, além da intoxicação. 

Em vez disso, procure um veterinário 24 horas para atendimento imediato. Quanto mais rápido você agir, melhor será o prognóstico para o amigo de quatro patas. Não perca tempo!

gato deitado

Carvão vegetal ativado, um aliado em casos de envenenamento

envenenamento de gato é um problema muito grave que requer atenção imediata. Portanto, se você mora distante de clínicas veterinárias ou não conta com muitas opções de veterinários 24 horas em sua região, procure ter sempre carvão vegetal ativado de uso veterinário em casa.

Essa é forma mais rápida e útil para quem não sabe o que fazer com gato envenenado. Disponível em lojas como a Petz, o produto vendido em sachês é um adsorvente, isto é, uma substância que se liga às moléculas de toxinas, impedindo que estas sejam absorvidas pelo organismo. Por isso, seja rápido na administração do produto. 

5 dicas para proteger o bichano

A curiosidade é um instinto natural e muito saudável para os gatos. Cabe a nós tentar criar um ambiente interessante e seguro para que esses pets possam explorar. Vamos conferir algumas dicas de como fazer isso no dia a dia?

  • Nunca deixe medicamentos soltos em cima dos móveis. Prefira armazená-los em gavetas, armários ou caixinhas bem fechadas;
  • Não medique o pet sem orientação veterinária. Alguns fármacos de uso comum em seres humanos, como o paracetamol, são extremamente tóxicos para os gatos;
  • Pesquise sobre plantas tóxicas aos animais e evite tê-las em casa;
  • Produtos de limpeza devem ser mantidos fora do alcance dos bichanos, de preferência em um armário fechado,
  • Não permita que o gato tenha acesso à rua. Além do risco de envenenamento, ao sair de casa, ele também fica mais exposto a doenças como FIV, FELV, esporotricose, assim como a atropelamentos, entre outros acidentes.
gato filhote nas mãos de tutor