Autor da denúncia que mexeu com os rumos da Copa São Paulo de Futebol Júnior, o presidente do Batatais, André Toffetti, revelou que, antes mesmo da semifinal da competição nacional, o Paulista já sabia da reclamação formalizada pelo rival junto à Federação Paulista de Futebol (FPF). Mesmo assim, no entanto, o clube de Jundiaí optou por escalar o zagueiro Brendon Matheus, o que provocou a exclusão do time tricolor do torneio – o atleta adulterou documentos para fraudar a própria idade e ter condições de disputar o campeonato. 

“No dia 19 (quinta-feira), assim que cheguei ao hotel em Jundiaí para concentrar com a delegação do Batatais, recebi várias denúncias via email de atletas que jogaram com o Brendon em São Gonçalo… Eles diziam que o atleta estava com a idade estourada, que não era o que estava no RG. Imprimi todas essas provas, encaminhei um ofício à FPF e pedi a investigaçãoFiz a denúncia dois dias antes da partida, e o Paulista foi informado pela corregedoria, mas preferiu acreditar na palavra do jogador e escalá-lo na partida de domingo”, contou Toffetti, com exclusividade, à Rádio Jovem Pan. 

“O Paulista sabia dessa situação e confiou na palavra do jogador. Disse que era mentira e escalou o atleta. Deixou ele jogar“, acrescentou o presidente do Batatais, que agiu com rapidez para denunciar a irregularidade ainda antes da semifinal, vencida pelo Paulista, em Jundiaí. “Caiu tudo no meu colo. A gente checou tudo na mão… Os números dos RGs eram diferentes. Então, formalizei isso na FPF e pedi um esclarecimento sobre esse assunto. A partir daí, a federação tomou todas as providências cabíveis, esclareceu.

Destaque do Paulista de Jundiaí na Copa São Paulo de Futebol Júnior, o zagueiro Brendon Matheus disputou todas as partidas da competição com documentação adulterada. Ele, na verdade, se chama Heltton Matheus e tem 22 anos – dois a mais que o limite do torneio.

Ainda não se sabe se a equipe tricolor tem ligações com o caso. No entanto, um inquérito será instaurado, e, se for comprovada a participação do Paulista na irregularidade, o clube será excluído das próximas cinco edições da Copa São Paulo. 

Neste momento, a única certeza que se tem é a de que o time de Jundiaí não disputará a final da Copinha em 2017. Tal vaga foi herdada pelo Batatais, que vai enfrentar o Corinthians na próxima quarta-feira, às 16h (de Brasília), no Pacaembu.  

Como havia formalizado a denúncia contra o Paulista antes da semifinal, o presidente do Batatais manteve os atletas concentrados mesmo depois da eliminação. Eles vão deixar Jundiaí rumo a São Paulo nas próximas horas.