Como tirar pulga de gato

Apesar de os bichanos serem pets muito higiênicos, eles também estão sujeitos a parasitas. Por isso, é importante saber como tirar pulga de gato. Afinal, ninguém deseja ver seu peludo sofrendo com o “coça-coça”. 

gato recebendo carinho

Além disso, os visitantes indesejados podem trazer complicações para a saúde do pet. Se você está buscando como tirar pulga de gato filhote e adulto, continue lendo. Separamos quatro passos para acabar de vez com os parasitas. 

Pulgas: pequenas, mas perigosas

Se você tem um filho de quatro patas em casa, provavelmente já teve que lidar com as temidas pulgas. Entretanto, apesar de serem comuns, muitos não sabem o perigo que esses parasitas representam. 

O Dr. Bruno Saito, médico-veterinário, explica as possíveis complicações. “As pulgas podem apresentar uma ameaça para os gatinhos principalmente por dois motivos: primeiro, elas são vetores de doenças, como anemia infecciosa felina e bartonelose. Em segundo lugar, como as pulgas picam muitas vezes ao dia para se alimentar de sangue, causam muita coceira e, algumas vezes, alergia, feridas e até queda de pelos.” 

Assim, é importante buscar auxílio profissional ao notar pulga em gato. O veterinário irá fazer um check-up na saúde, além de passar recomendações específicas para seu peludo! 

1. Aprenda a identificar o problema

O primeiro passo para se pensar como tirar pulga de gato é identificar se seu amigo está infestado. A fofa pelagem dos bichanos pode servir de camuflagem para esse parasita que, muitas vezes, passa despercebido. Os principais sinais são:

  • Coceira excessiva: as pulgas possuem um sintoma muito conhecido, o famoso “coça-coça” que atormenta os peludos! Porém, nem toda coceira está associada a parasitas. Por isso, é importante ficar de olho na frequência e na intensidade. Se o bichano está se coçando muito, pode ser sinal de contaminação;
  • Mordiscos e lambidas: um dos principais sinais de coceira intensa é quando o peludo passa a mordiscar ou lamber excessivamente partes do seu corpo. Geralmente, isso ocorre nas patinhas ou na cauda; 
  • Perda de pelo: em casos mais graves, o pet pode apresentar queda de pelo graças à infestação de pulgas. Geralmente, isso ocorre na região do pescoço ou próximo da cauda,
  • Letargia: em alguns casos, as pulgas podem transmitir doenças ou sugar excessivamente o sangue dos peludos. Por isso, o bichano pode aparentar estar mais cansado e sem energia. 

Se você perceber os sintomas acima, provavelmente está com um gato com pulga em casa. Por isso, é importante seguir os próximos passos para evitar complicações. 

gato em pé

2. Utilize um método seguro

Quando pesquisamos como tirar pulga de gato, é comum encontrar práticas caseiras que envolvem produtos como vinagre, óleo ou chás. Entretanto, é importante buscar um método seguro, certificado por especialistas. 

Produtos caseiros, além de não possuírem eficácia comprovada, podem causar alergias e irritações aos pets! Além disso, é fácil encontrar um antipulgas para gatos eficaz e confiável. Basta procurar a Petz mais próxima! Os principais modelos de antipulgas são: 

  • Pipeta: a pipeta é um dos antipulgas para gatos filhotes e adultos mais utilizados. Se trata de um líquido que é aplicado na nuca do pet, de forma que ele não consiga alcançar o produto. O conteúdo é absorvido pela pele, matando as pulgas em pouco tempo. Quando falamos de felino, a pipeta é a melhor opção. Além de ser acessível, rápida e eficaz, ela não incomoda tanto como os outros métodos de prevenção 
  • Comprimidos: os comprimidos também são um método seguro e eficaz. Sua atuação é de dentro para fora, matando as pulgas quando elas sugam o sangue. Como os bichanos adoram se lamber, o comprimido tem suas vantagens! Nada é aplicado na pele, assim não há riscos de ingestão acidental. Entretanto, vale lembrar dar um comprimido para gato pode ser uma tarefa complicada! É indicado para bichanos mais tranquilos, que tomam remédios sem causar grandes problemas. 
  • Coleiras antipulgas: as coleiras estão entre os métodos mais tradicionais de como tirar pulga de gato! Seu funcionamento é semelhante ao da pipeta. O produto é espalhado pela pele e, aos poucos, mata as temidas pulgas. A coleira é muito segura e eficaz, sendo sempre uma boa opção. Porém, vale lembrar que nem todos os felinos se dão bem com acessórios próximos ao corpo! Verifique se seu pet se sente confortável com a coleira para não estressá-lo. 
  • Shampoos: os shampoos também são muito utilizados quando o assunto é tirar pulga de gato. Sua atuação pode ser variada, de acordo com a composição do produto. E, além de acabar com as pulgas, os shampoos ainda deixam o pet limpo, fofo e cheiroso! Devemos lembrar, entretanto, que muitos bichanos não gostam de tomar banho. Por isso, se preferir utilizar um shampoo anti pulga, o recomendado é buscar um local especializado, como os Centros de Estética da Petz! 

Conhecer os principais métodos e remédio para pulgas em gatos é importante para escolher o que mais se encaixa no perfil do seu amigo. Busque sempre uma forma segura e eficaz e amigável. A ideia é acabar com os parasitas sem estressar o pet!

3. Higienize o ambiente

Remover as pulgas do gato utilizando um método seguro pode ser um alívio. Entretanto, a guerra contra os parasitas continua! Isso porque para se livrar de vez das visitantes indesejadas é necessário limpar também o ambiente. Para isso, basta seguir alguns passos: 

  • Varra ou aspire o chão: uma boa faxina é essencial para se livrar das pulgas! 
  • Utilize produtos específicos: em lojas especializadas, como a Petz, é fácil encontrar sprays antipulgas para os ambientes. 
  • Lave todos os acessórios: para se livrar de vez das pulgas, não se esqueça de higienizar a caminha, brinquedos, comedouros e outros acessórios do peludo. 

4. Previna futuras contaminações

Após todo o trabalho para tirar pulga de gato, o melhor é evitar o problema! Especialmente porque esses parasitas são insistentes e, caso o tutor não fique atento, o pet pode se recontaminar. Por sorte, prevenir as pulgas não é difícil! Basta seguir algumas recomendações:

  • Proíba o acesso à rua: a rua traz diversos riscos para o bichano. Além da possibilidade de contaminação com doenças, o peludo ainda fica sujeito a acidentes, quedas e brigas. Com um lar bem equipado e agradável, o bichano não tem motivos para sair de casa! 
  • Mantenha uma boa higiene: limpar os acessórios do bichano com frequência é importante para evitar parasitas. Além disso, mesmo para os gatos, um banho ocasional é recomendado. Procure um centro de estética para pets e dê uma ducha em seu bichano de vez em quando! 
  • Utilize os métodos repelentes: alguns produtos, como as pipetas, devem ser aplicados regularmente. Dessa forma, seu peludo estará sempre protegido, evitando o risco de contaminação e doenças! 
  • Faça visitas regulares ao veterinário: o especialista ficará de olho nas pulgas e outros parasitas, além de fazer um check-up regular na saúde do seu amigo. 
gato com a pupila dilatada

Saber como tirar pulga de gato é importante para todo tutor. Essa é uma forma de se preocupar com o bem-estar e saúde do seu peludo. Então, para outras dicas que garantem a salubridade do peludo, confira o blog da Petz!