Não foi o golaço de William nem a cabeçada de Falcao Garcia que roubaram a cena na partida entre Brasil e Colômbia na última terça-feira (5) em Barranquilla, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo. O personagem mais ilustre da partida foi o cachorro que invadiu o gramado perto do fim do primeiro tempo, momentos antes de o Brasil abrir o placar.

E esta situação é praticamente uma tradição do “futebol raiz” da América do Sul. De tempos em tempos surge algum “torcedor de quatro patas” passeando inocentemente em partidas da Libertadores ou até mesmo de uma Copa do Mundo, como aconteceu em 1962, no Chile.

Na partida do Brasil contra a seleção inglesa, um cachorro invadiu o gramado e passou por diversos jogadores. Ousado, o canino ainda deu um drible em Garrincha antes de ser levado no colo pelo atacante inglês Jimmy Greaves.

Recentemente, a torcida no estádio La Carolina, na Venezuela, foi a loucura com a invasão de um vira-lata na estreia do Grêmio na Libertadores, contra o Zamora. Brincalhão, o cachorro recebeu o carinho do bandeirinha, driblou os seguranças e foi retirado quando resolveu fazer um descanso no gramado.

Já aconteceu também de um cachorro fazer mais do que simplesmente invadir o campo. Em 2016, numa partida entre Rosário Central e River Plate, um cãozinho, não satisfeito em interromper a partida, ainda fez as suas necessidades ali no gramado, perto do gol.

No mesmo ano, também em uma partida do River Plate, um enorme cachorro invadiu o estádio. Só que, ao invés de ir para o gramado, o animal foi para a cabine de imprensa e comeu o lanche dos jornalistas que faziam a transmissão da partida.

Reprodução / Twitter

Para não dizer que apenas os gramados dos nossos vizinhos sul-americanos são visitados pelos cachorros, o Campeonato Paulista do ano passado também teve uma invasão, para a alegria da arquibancada.

Na partida entre Oeste e Capivariano, o “melhor amigo do homem” resolveu passear entre os jogadores. Ele não ficou nada feliz com a tentativa de Ricardo Bueno em tirá-lo de campo, mas logo fez amizade com Alex e aceitou subir no colo do jogador para que o jogo pudesse ser continuado.

E se engana quem pensa que essas visitas acontecem apenas nos estádios mais antigos. A moderna Arena do Corinthians, em Itaquera, contou com a invasão de um cãozinho durante a partida do Timão contra o Coritiba no Brasileirão de 2014. O amiguinho foi retirado por um torcedor nas cadeiras depois de ir e voltar ao gramado duas vezes.

Por fim, temos o cachorro que gosta mesmo é de uma festa. Numa partida entre Brasil de Pelotas e Goiás pela Série B do ano passado, um cão invadiu o gramado e perseguiu o lateral Juninho, que estava comemorando o gol que acabara de marcar pelo time goiano.